sexta-feira, 2 de novembro de 2007

(96) VAIDADES

fotocantodocarlos
No palácio das virtudes muitas queixas são recebidas sobre a conduta de seres desta espécie,

Constam elas do excesso de petulância, arrogância, altivez, agressividade e convencimento, entre obviamente muitas outras.

Na esperança de aclarar a origem de tais males, fui bem ao âmago.

Despi um sujeito das suas camuflagens e atavios, obrigatórios uns, postiços outros, e, creiam, nem de lupa em punho antevi causas para tal efeito.

Foi conclusivo o exame. Somos isto, pouco mais.

Todo o resto são efémeros poemas, vogando no espaço, a fazer de conta, e alguém cautelosamente vai cobrindo de poeira.

Sendo porém a ciência o que é, não querendo correr riscos e à cautela, não se trate de algum vírus, vou ali à farmácia procurar uma vacina.

1 comentário:

em disse...

NÃO POSSO CONCORDAR. E NÃO PENSE VOCÊ QUE ESTOU PARA AQUI A FALAR DA ALMA. NADA DISSO!...ESTOU A FALAR DE EMOÇÕES, VIVÊNCIAS, MEDOS,
AMOR E ÓDIO TUDO AQUILO QUE HOJE TÃO BEM SABEMOS QUE É COMANDADO PELO NOSSO CÉREBRO E QUE FAZ DE NÓS PESSOAS. O ESPÍRITO QUE NA AMALGAMA DA CARNE SE CONFUNDE E COM ELA VIVE E NOS TORNA FIULHOS DE DEUS E PARTICIPABNTES MESMO DA SUA DIVINDADE...
NÃO QUEIRA SIMPLIFICAR POORQUE NÃO É ASSIM TÃO CRISTALINO....