sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

(227) Ciclismo










Estamos no Carnaval, esses festejos que mexem com as gentes cá do sitio e colocam a cidade entre as melhores nesse evento.

Andei por aí com o meu vidro e tenciono editar um pequeno texto, a meu modo, sobre o Carnaval, com algumas dezenas de fotos do corso das escolas e dos cabeçudos.
No entanto, passei ali por esta estátua que, como algumas outras, não me cansa rever.
É só para dizer que a zona também tem os seus heróis e gostam do ciclismo.

7 comentários:

Andradarte disse...

Muito oportuno esse post.
Lembrar que não há só cabeçudos
hà gente de valor.
Um abraço

Mariz disse...

Salvé... not yet?!

Pessoalmente detesto o carnaval. Ora se as pessoas andam anualmente 365 dias mascaradas de outras gentes, para quê fazer festa disso? Depois...o dinheirão que se gasta para mostrar alguma arte de rua... - que são bonitas, mas nestas alturas cai-se sempre no abuso e excesso; é isso a que chamo de "liberdades"! E não! Não sou facciosa, nem nada dessas coisas feias...mas penso, haverá sempre gente nas localidades - onde o carnaval se sinte com mais intensidade - pudessem beneficiar de algo...ou até, melhoramentos nas próprias localidades...não sei... - "penso eu de que"...como diz o outro!
Mas eu não falo de cór. Tão só porque tem na sua frente - embora invisívelmente - uma pessoa que foi uma consumista compulsiva até há uns 15 anos atrás....que nem olhava o preço das coisas. Até um belo dia...PUM! o Universo cansado de tanto disparate ensinou-me, "como se faz?!" e eu aprendi...mas a doer!!!
Porque razão acha que virei eremita? - sem querer?!
é por esta razão e outras, que a maioria dos assuntos publicados nos posts daquele blog, não são demagogos! - têm algum aprendizado, mas testado.
Então...desejo um bom carnaval...esse sim, é divertido para as crianças enquanto pequeninas - embora eu desde muito cedo, detestasse que a minha mãe me mascarasse. Veja que ia de propósito a Espanha comprar-me grandes fatos para me vestir naqueles dias e depois inscrevia-me em concursos...e eu sempre detestei aquilo! Criança sofre....

Ah! E esta Dança ritual do fogo, de Manoel Falla, foi o último trecho na última audição que participei. Um sucesso, tive de a tocar mais uma vez e depois mais uma... extra programa. - Desta feita, Le Lac de come.

Fique bem...
Seja feliz divertido...neste carnaval...já que assim é...
Sempre
Mariz

VANUZA PANTALEÃO/OBRA LITERÁRIA disse...

Passei na amiga Isa, li seu comentário, achei o máximo!!!Bjs

VANUZA PANTALEÃO/OBRA LITERÁRIA disse...

Posso frequentar o seu blog?

Isa disse...

Eu é que sou atrevidita.Pois,pois!
Entrei,gostei e fiquei.
Vai gostar da Vanuza.Estou certa.
Faz parte da minha família da blogosfera.
Gostei do seu post.
Beijo.
isa.

VANUZA PANTALEÃO/OBRA LITERÁRIA disse...

A Isa é uma irmãzinha muito querida, rs.
Olha, vou voltar mesmo amanhã e vou ficar aqui, navegando nesse mar de Inteligência.
Aproveite bem esses dias, amigo!!!
Meu carinho!

notyet disse...

Pois Vanuza, como já respondi no seu sitio, será sempre bemvinda nestes meus três cantos.
Suponho estas minhas loucuras não sejam de contagiar.
Grato por esta primeira visita.
Beijinho