quarta-feira, 4 de julho de 2007

(82) TERCEIRO ANDAR

Assisti a uma interessante palestra sobre saúde mental.
Após a abordagem e explanação de absorventes fases do tema, a técnica, questionada sobre hipnose, aligeirou a questão e, fazendo humor, definiu-a como:

"distrai-te lá, eu quero que faças aquilo que não queres fazer"

Esta irónica e subversiva graça, porventura não o sendo, deu-me a compreender e aceitar grande parte dos meus conterrâneos.
O democrata no poder é sincero, grita nos comícios que em democracia
"todos dizem o que querem e fazem como ele quer".
Os assistentes aplaudem, não o ouvem. estão hipnotizados.
E depois há tantos contemporâneos meus de bizarras condutas, bizarras certamente por insólitas e contrárias às minhas.
Suponho façam aquilo que não querem. Estarão hipnotizados ?
Ou estarei eu hipnotizado e afinal o resultado dá no mesmo ?
Existem outras hipóteses.
Pode ser que andemos todos hipnotizados e assim mesmo a fazer o que queremos. Quem sabe ?
E ainda pode suceder não resulte o problema tão linear, entre branco e preto, talvez nos passeemos no cinza.
Aqui a meta será sempre a mesma, em contornos menos precisos, quiçá mais angustiantes, pela sua indefinição.

Ora... Não liguem ao texto
Neste mundo de loucura, devo ser um dos mais loucos.
Seja lá isso o que seja !



3 comentários:

**** disse...

Por vezes perdemo-nos no filosofar da vida e achamo-nos loucos... é apenas porque ainda não nos sintonizamos na onda certa.

... ela anda por aí (:

Keops disse...

Olá bom amigo! E não é que é muito difícil não sentirmo-nos hipnotizados? Quantos mecanismos, quanta " sedução". Mantermo-nos atentos no nosso rumo é tão difícil quão foi o Heroi manter-se alheio aos cantos das sereias! Mas há felizmente quem não vá em cantigas, "HÁ SEMPRE ALGUÉM QUE DIZ NÃO!", gostem ou não gostem!Um abraço

ana ilda disse...

Isso queria o Carlos !
Aqui a mais louca sou eu . Não é?

Claro , uma loucura saudável!

Façamos o que nos dá prazer e que torne os outros felizes.

um abraço apertado

ana