domingo, 4 de fevereiro de 2007

(72) OCASO

Alguém me perguntou quantos anos tinha.
Após alguma reflexão e lembrando Galileu, respondi não saber, talvez poucos.
Li o espanto no rosto do meu interlocutor e esclareci:
Sim, os que terei serão os que me restam, sendo úteis se deles fizer bom uso e a soberana natureza o permitir.
Os outros já os perdi, são virtuais, mero registo de memória.

1 comentário:

preconceitos disse...

De keops a 14 de Fevereiro de 2007 às 14:23
Sabes da anedota que, estando oito pássaros em cima de um fio de telefone e atirando um caçador matou três.. etc. etc , Quantos ficaram? Pois, é o mesmo Os que tens já ninguém tos tira, são uma bênção . Os outros serão um bónus " pela tua vida intensa, pela perseverança , pelo atingires tão alto nível de participação! É uma DÁDIVA!. Um abraço

De maricel a 10 de Março de 2007 às 20:51
Pois, essa é a grande verdade, quantos anos temos.
Há que aproveitar ao máximo esses anos, muitos ou poucos, que importa!...
Há que viver com alegria, não lamentar o que não fizemos, mas sim ver o que ainda podemos fazer.
Que a "SOBERANA NATUREZA" (como dizes) te permita anos MUITO FELIZES.